dimanche, décembre 26, 2010

Feliz Ano Novo!

Ola amigos,
Chegamos de uma viagem a Cuba que foi maravilhosa com nossos queridos amigos Thiago e Mirian (fotos e comentarios ficarao pra um proximo post).
Agora estamos numa viagem por algumas cidades do Quebec com uma parte da nossa familia que veio nos visitar.

So queriamos deixar nossos votos de muita paz em 2011 e mais amor tb.

mardi, décembre 14, 2010

Tours Montreal

Pessoal,

Adicionei uma pagina no blog que se chama "Tours Montreal". Se você olhar um pouco para cima, logo abaixo da foto principal do blog, você vai notar que existem duas paginas agora, "Accueil, e Tours Montreal".

Coloquei algumas informaçoes sobre meu trabalho como guia de Montreal. Se você ou alguém que você conhece tem interesse de fazer um tour em Montreal ou mesmo um circuito no Canada, fique a vontade para entrar em contato.

Obrigado,
Rafael

Glissade no inverno


Ta bom, concordo que o inverno nao é a época mais feliz do ano. Sei que muita gente, quando vê a cidade coberta de branco fica a ponto de chorar e de se trancafiar dentro de casa. Outros prefeririam ser ursos e hibernar durante estes meses.

Ja que temos que passar o inverno aqui, porque nao se divertir? De uma coisa nao podemos reclamar. O Quebec tem muita opçao de lazer nesta época do ano, e ca entre nos, é muito divertido, basta saber aproveitar.

Existe ski, ski de fundo, snowboard, raquete etc. Sao todos esportes que eu adoro, porém requer um pequeno investimento no começo e um aprendisado que nao é tao facil para todas as pessoas.

Existe ainda uma outra maneira de aproveitar que é a famosa "glissade". A glissade sao aquelas boias que sentamos em cima e descemos os morros em alta velocidade. É super bacana e passar o dia em um desses centros com os amigos é alegria garantida. A vantagem é que é relativamente barato e nao precisa nenhum aprendizado especial.

Aqui no Quebec existem varios parques de glissade.

Segue o endereço de alguns desses:

Glissades des Pays d'en Haut - No site deles fala que é o maior centro de glissade do mundo... sera?
Village Vacances Valcartier - Muito legal, ja fui e posso dizer que vale a pena. Fica proximo da cidade de Quebec.
Super Glissade Saint Jean de Matha - Fomos ano passado com o pessoal da igreja e foi sensacional.

Chame os amigos e aproveite, sem duvida vale a pena passar um dia se divertindo em uma das muitas glissades do Quebec.

Abraços,
Rafael

lundi, décembre 13, 2010

Guia Brasil

Oi pessoal,

Através do blog "Um sonho, um desafio, muita vontade" descobri um link interessante sobre a comunidade Brasileira de Montreal. O site é o Guia Brasil e entre as muitas informaçoes, existe também um repertorio de serviços prestados por Brasileiros na mais diferentes areas. Se você quiser saber mais, clique aqui e confira.

Abraços,
Rafael

vendredi, décembre 10, 2010

Travail Immigrant Montreal

Hoje me deparei com um site bastante interassente para o pessoal que está a procura de empregos. Este site foi especialmente desenvolvido para "novos imigrantes" que estão em Montreal a menos de 5 anos, porém também será útil para uma pessoa já estabelecida que está procurando um novo rumo na sua carreira profissional.

Não é somente um site de busca de empregos. Este site procura "entender" a necessidade de cada um e direcionar para o melhor caminho. Através dele, o candidato poderá ver o tanto de ajuda que existe para a pessoa que busca seu primeiro emprego, uma formação profissional, o desenvolvimento de um currículo segundo os padrões locais ou pessoas que buscam uma reorientação de carreira.

Aos que quiserem conhecer mais, entrem em http://www.travailimmigrants.com/

Sucesso nas buscas!
Rafael

mercredi, décembre 08, 2010

Radio Brasileira em Montreal

Oi pessoal,
Para os que estao aqui em Montreal e querem escutar umas musicas Brasileiras, toda quinta-feira das 18:00 as 20:00 na 106,3 fm, ta rolando um programa apresentado por um Brasileiro. É um programa de variedades com musicas, entrevistas, bate papo, esporte, dicas para os Brasileiros que moram por aqui etc. A radio pega em um raio de 25 km do centro de Montreal.

Ta ai a dica,
Dia: toda quinta-feira,
Hora: 18:00 as 20:00
Frequencia: 106, 3 fm

Abraços,
Rafael

samedi, décembre 04, 2010

Waste land

Ontem eu e o Rafa assistimos esse documentario... muito bom! É sobre um artista plastico brasileiro que vive em NY e que fez um projeto lindo no lixao do RJ. Se vc pensa que o filme é triste por causa do lixao, vc esta muito enganado.
Se vc mora em Montreal o documentario ainda esta passando em dois cinemas ainda, mas parece que daqui a pouco ele ja vai sair de cartaz.

CINEMA PARALLELE
3536 Boulevard Saint-Laurent, Montréal, QC
Horario: 7:30
e
AMC FORUM
2313 St. Catherine St. West Suite 101, Montréal, QC
Horarios: 3:00 8:10

Vale muito a pena mesmo!! So para lembra que nas terças-feiras os cinemas sao mais baratos em Montreal. Segue o trailer abaixo.


WASTE LAND Official Trailer from Almega Projects on Vimeo.

vendredi, décembre 03, 2010

Chegou o inverno, o que fazer?


O inverno chegou, as temperaturas estao cada vez mais baixas. Para muita gente esta é a pior época do ano. O que muita gente nao sabe é que em Montreal existe muita coisa pra fazer, e so fica parado quem quer.

Para passar feliz o inverno, temos que aproveita-lo, ainda que esteja -20 do lado de fora.

Hoje me deparei com um blog muito legal, cujo o titulo é "365 CHOSES À FAIRE À MONTRÉAL".

Vale a pena conferir e aproveitar! Para acessar o blog clique aqui.

So para relembrar o quanto nos divertimos no inverno passado, dêem uma olhadinha no video que fizemos quando fomos passar o dia na "glissade" em St-Jean-de-Matha"

http://vimeo.com/9238064

Abraços,
Rafael

mercredi, décembre 01, 2010

TV, Brasil ou Quebec?

Outro dia encontrei uma pessoa que disse que a os programas de televisão aqui do Quebec são muito ruins.


- Bom, respondi, mas você fala Francês?

- Nao falo, respondeu ele.

- Realmente também acho a televisão Chinesa uma porcaria…


Isso me fez pensar um pouco sobre o grau de adaptabilidade nosso aqui no Quebec.

Essa pessoa por exemplo, decidiu se mudar para o Quebec, assiste Globo todo dia e assiste até “Vale a Pena Ver de Novo.” Percebam que o nível é bem baixo… (Claro que não estou me referindo aqui ao meu grande amigo empezão, que é fã da globo e que assiste Globo News todo dia no trabalho)


E os programas aqui , será que são realmente tão ruins assim? Façamos uma comparação da TV aberta do Brasil e do Quebec.


Na Globo, apesar de ser uma das melhores produtoras do mundo, a partir das 6 da tarde só passa porcaria. Com todo respeito aos noveleiros de plantão, as novelas Brasileiras nao ensinam muita coisa de bom a sociedade. Talvez ensine que a esposa é sempre a megera e a amante a mulherzinha bacana. Ensina que o ladrão não é tao mau assim porque ele é bonitinho. Continua a propagar o apartheid Brasileiro aonde os negros e mulatos são sempre empregados ou bandidos e que os brancos são bacanas e ricos. Se você muda de canal, não encontrara coisa melhor, porque as novelas Mexicanas são a mesma porcaria.


Temos alguns jornais que merecem uma apreciação da nossa parte, eu particularmente gostava do jornal da Band e aqui no Canadá de vez em quando vejo o Jornal Nacional. Porém muitos dos jornais da noite escorrem o sangue da televisão, e o pessoal adora…


E a televisão no Quebec, como é? Vou citar aqui 5 programas que eu particularmente gosto muito, que além de serem muito bem produzidos, a gente aprende bastante sobre varios assuntos do Quebec e do mundo.


Gosto particularmente do La Facure, Decouverte, Une Heure sur Terre, Grandes Reportages e Tout le Monde en Parle. Este ultimo nao é o meu favorito mas de vez em quando tem umas boas entrevistas.

Esses programas são super relevantes, atuais, educativos, interessantes e que gera uma boa discussão entre amigos. São programas semanais que passam em horário nobre, sempre entre 6 e 10 da noite.


O La Facture por exemplo apresenta casos reais de pessoas que tiveram algum tipo de problema como consumidor, por exemplo pessoas que se deram mal com alguma companhia de telefonia (que por sinal tanto no Canadá quanto no Brasil são farinha do mesmo saco), esta semana está falando dos cuidados que temos que tomar quando compramos pela internet, etc,


Une Heure sur Terre por exemplo mostra o Haiti depois de 10 meses do terremoto e como as ONGs estão fazendo para reconstruir o pais.


Existem muitos outros programas igualmente bons na TV Quebecoise que valem a pena conferir.

Eu sugiro um site que é muito bom, que tem varios programas da TV Quebecoise e que é totalmente gratuito. Acessem http://www.tou.tv/


Então cabe a nós escolher, ou damos uma chance a nossa inteligência, ou continuamos a assistir Ti Ti Ti e reclamar da televisão Quebecoise.


Rafael

mardi, novembre 16, 2010

Estagio em nutricao

Acabei a primeira fase do estagio em nutricao pra fazer parte da OPDQ. Foram 11 semanas em gestao dentro do contexto de nutricao hospitalar. Foi uma experiencia muito boa! O estagio começa com uma fase de observacao curta e termina com uma fase aonde vc gera seus projetos de um modo bem autonomo. Pude realizar projetos que geralmente eram de necessidade do hospital... a maioria bem interessantes. Aprendi muito.

Apesar de gestao nao ser a area da nutricao que eu gosto, a experiencia foi muito positiva. Fiquei impressionada com o nivel de autonomia que podemos ter num estagio. Ouvia muito dizer que os estagios aqui eram so de observacao, etc. Mas na minha experiencia ele esta sendo muito pratico!

Agora estou fazendo estagio na area de nutricao clinica. Vou passar por 4 especialidades (UTI, Oncologia, Diabetes, Geriatria). Atualmente estou fazendo o estagio na UTI, o que é muito novo pra mim... calcular a dieta que vai pela sonda ou na veia dos pacientes em estado critico. Ver pacientes em estado critico... entre a vida e a morte... cada historia... é de chorar as vezes.

A nutricionista que me supervisiona na UTI é uma britânica muito simpatica! Tenho sentido muita abertura e confiança da parte dela. Tenho que confessar que entender letra garrancho de medico ja era complicado, agora entao em francês.... vou te contar! De qualquer forma é bom abrir um prontuario de novo e prescrever.

Algumas constatacoes:
- Percebo que as nutricionistas aqui tem mais reconhecimento que no Brasil, mas ainda estamos lutando pelo nosso espaço. Vejo isso no estagio, nos congressos, nas reunioes entre nutricionistas, etc.
- Aqui os recursos sao muitos (ex. podemos escolher entre as melhores formulas nutricionais que o sistema de saude cobre)... e povo ainda reclama!
- Como era de se esperar, profissional competente e incompetente tem em todo lugar... independente dos otimos recursos e formacoes.
- A competicao entre os diferentes profissionais de saude tb é semelhante ao que eu sentia no Brasil (médicos vs enfermeiras vs nutricionistas, etc... cada um se achando o melhor e o «dono» do paciente...).
- O ambiente de trabalho é bom, ha muito respeito e ninguem é inconveniente, ninguem se mete na sua vida... o céu... rsrsrs.
- Até o momento percebo pouquissima interacao entre os hospitais francofonos e anglofonos... o mesmo parece acontecer entre as nutricionistas do Quebec e aquelas de provincias anglofonas. Seria apenas uma impressao? Ainda nao sei...

Alguns me perguntam como consegui o estagio. Consegui pela Université de Montréal. Apresentei o papel da OPDQ dizendo que eu precisaria fazer estagio e ai me matriculei nos estagios. Ao contrario de Ontario, no Quebec é a universidade que te da o estagio. Em Ontario cada hospital tem seu criterio de selecao e vc que tem que correr atras.

jeudi, novembre 11, 2010

lundi, novembre 01, 2010

Eventos da semana

Pessoal,

Esta semana quero convida-los a dois eventos que serão bem bacanas.

MWANA VILLAGES



O primeiro é uma festa Africana que será realizada na sexta-feira próxima, dia 5 de Novembro.
Esse pessoal esta levantando fundos para construir um orfanato para as crianças orfãs e abandonadas da Republica do Congo.

Cheryl e Lambert são as pessoas responsáveis por este projeto e estão se mudando para o Congo para começar a construção destas casas que serão utilisadas para receber as criancinhas.

O evento acontecerá entre 6 e 10 da noite e terá comida Africana, quiosques culturais e mesmo um quiosque para fazer trancinhas no cabelo.

100% dos fundos arrecadados serão utilisados para resgatar 30 crianças órfãs, e prover alimentos, água e educação.

O preço é de $25,00 por adulto e $10,00 por criança. Imagine que com o preço de um jantar, ou de uma pizza com os amigos, você pode ter um grande impacto na vida destas crianças.

Venham e aproveitem esse momento tão bacana!! Deixo aqui meu telefone caso alguém tenha alguma pergunda ou queira combinar de encontrar. 514 779 0761

Recapitulando o evento:

Cultura Africana e Experiência Humanitaria
Sexta-Feira, dia 5 de Novembro de 6 as 10 da noite

Endereço: 5567 Chemin Cote St-Antoine, proximo ao metrô Vendome. Clique aqui para o mapa

Os tickets poderão ser adquiridos na porta. Para conhecer melhor o projeto clique aqui.


O Segundo evento é para aqueles que estão com saudade da terrinha e de um feijãozinho com arroz.

A Igreja Adventista te convida para um culto especial este sábado de manhã com a mais nova comunidade Brasileira de Montreal.
Um boa oportunidade de matar a saudade e fazer novos amigos. Logo Após o culto, será servido um delicioso almoço bem Brasileiro.

Onde: Av. Papineau 6980, ao lado do metro Fabre.
Quando: Sabado, dia 6 de Novembro das 10:30h as 12:00h. Almoço gratuito a partir das 12:00h.

É isso pessoal,
Grande abraço e boa semana para todos,

Rafael

vendredi, octobre 22, 2010

Nova Temporada

Pois é meus amigos. Parece que mais um verão está nos deixando... Foi um verão muito bom, tenho que dizer. Montreal, no verão é uma cidade imbativel! São espetáculos, concertos, teatros, atividades nos parques, tudo para o povo não perder um minuto sequer deste sol precioso que só nos esquenta uma parte do ano.

Descobri também um trabalho que me fascinou. Já fiz um post anteriormente aqui sobre meu trabalho que guia turístico aqui no Canadá, mas como a temporada terminou agora, tenho que dizer que este trabalho é a minha cara. Estou sempre conhecendo novas pessoas, novas culturas, novas cidades, novas atividades. Enfim, ainda que a maioria dos circuitos seja o mesmo (Toronto, Niagara, Ottawa, Mont Tremblant, Quebec, Montreal), a cada tour eu volto com novos conhecimentos, de cidades no interior da Espanha, do México, ou simplesmente fascinado com as histórias das pessoas que conheço a cada tour. Mas como nem tudo no mundo é perfeito, o lado ruim deste trabalho é ter que ficar tanto tempo longe de casa, dormindo em hoteis longe da Pat.

Este final de ano porém, comecei a fazer um novo curso. Um que eu possa aliar minha vontade de continuar sendo guia com a necessidade de não estar o tempo todo na estrada. Entrei no Institut de tourisme et d'hotellerie du Québec (ITHQ) para fazer o curso de guia turístico de Montreal. Na cidade de Montreal, para se fazer um tour guiado, o guia tem que ser credenciado. O problema é que para ter a permissao, precisa-se passar por um curso com uma duração de 7 meses. Ja faziam 3 anos que o curso nao era oferecido e este ano só abriram 24 vagas para os mais de 70 aplicantes. Daí voce imagina minha preocupação de não ser aceito. No final das contas, o que contou ao meu favor foram os idiomas, principalmente por eu falar o Português, ja que o mercado Brasileiro esta esquetando o mercado por aqui.

Pois é, agora to nessa de novo, voltei ao banco da escola. O curso é super bacana e estou adorando saber mais sobre a historia de Montreal.

De tempos em tempos vou postando algumas coisas interessantes que estou aprendendo.

Por enquando seguem algumas fotos do pessoal com quem viagei durante esta temporada.
Com a temperatura hoje a noite chegando a 0 grau, desejo a todos um feliz final de outono. A proposito, historicamente, o primeiro dia do ano a ter traços de gelo em Montreal é o dia 18 de Outubro, e o primeiro dia (média historica) a registrar 5 cm ou mais no solo é o dia 16 Novembro.

Abraços,
Rafael













samedi, octobre 16, 2010

Vivendo a experiêcia em uma emergêcia no Quebec.

Quinta-feira, dia do tão esperado volei com os amigos. Depois de uma semaninha de um pouco de trabalho e estudos pela noite, la fui eu para mais uma partida com os amigos.

Normalmente nos reunimos nas terças e quintas pela noite, de 6 as 8. Como eu estou estudando na terça a noite, minha diversão se restringe uma vez na semana.

Fizemos o aquecimento habitual. Corta aqui, levanta ali, manchete acolá e um novo exercício que o Jerry tinha me ensinado no paredão. Tudo pronto para começar.

O jogo começa frio, cada qual olhando para o outro lado da quadra sem maiores aspirações. Na segunda bola do jogo, Thiago recebe de manchete, Jerry levanta perfeito, e eu, achando que era Vissotto, solto o braço, e sinto o braço literalmente soltar...



Caio no chão gritando de dor, sabendo que o ombro está em um lugar que ele não deveria estar, desgarrado do corpo. Nessa hora queria ter o conhecimento de como recolocar o ombro no lugar, mas nao o tinha.

Sei que tinha que ir ao hospital, mas qual, aonde? Eu nunca tinha ido a uma urgência de um hospital aqui no Quebec, a nao ser com uma turista Mexicana que passou todo o dia sentada para receber uns pontos.

Jerry e Thiago, sempre ao meu lado, me ajudaram a locomover. A dor era insuportável. Fomos ao hospital Juif (Judeu) e nos tomou uns 10 minutos até acharmos a urgência. Antes de qualquer coisa, passamos pela triagem. Uma enfermeira me pergunta o que aconteceu. Respondo sem querer falar demais, tentando assim amenizar a dor. Ela me coloca como prioridade e me manda registrar. Como eu não tenho meu dossier neste hospital passo por esta burocracia de nomes, endereços, alergias etc.

Nao tenho idéia de quanto vai durar. Estava apavorado com o pensamento que poderia passar toda a noite a espera. A dor parecia aumentar, talvez por ter me corpo ja frio a este momento. Tentamos ficar conversando para enganar o tempo. Logo surgiram as piadinhas que eu não estava sendo atendido porque tenho o sobrenome libanês, e digamos que Líbano e Israel não são os melhores amigos neste momento.

A Pat também veio ao meu socorro, liberando assim nossos amigos que pacientemente esperavam ali comigo. Fui chamado depois de 1 hora de espera. Dentro da area de emergência, fiquei ainda esperando um tempao. O médico falou que ia me dar uns remédios para dor e um sedativo para eu dormir. Bem que ele tentou, mas não consegui hora nenhuma fechar os olhos e a dor continuava a ser fiel companheira.


Fiz um raio X, totalmente desnecessário, porque o médico nem sequer o consultou. Depois de mais 1 horinha de gemidos nos corredores da urgência, o medico decidiu resolver meu caso. Em um espaço de um minuto, deu umas torcidas e"pop", eis que o ombro volta ao seu lugar de origem, que alivio!

O braço continuava a doer, porém já era suportável. É a segunda vez que passo por essa experiência nada agradável. A ultima tinha sido a 7 anos atrás, enquanto eu tentava pegar ondas no Hawaii, o que por sinal foram elas que me pegaram.

Dia 19 de Outubro verei um especialista. Como ja é a segunda vez que acontece, talvez terei que fazer uma cirurgia para religar o que deveria estar ligado. À suivre...

Tenho que salientar que quando eu estava na urgência, eu tinha a impressao de estar em qualquer lugar, menos em uma urgência de hospital. O pessoal tava mais tranquilo que os caipira das Minhas Gerais. Passavam olhando para um lado, para o outro e assim iam... Isso me deixou um pouco chateado, porque sei que a coisa poderia ir muito mais rapido e ver aquele pessoal todo do lado de fora esperando com dor e o pessoal de dentro tao tranquilo... Ainda mais nos que moramos aqui no Quebec e vemos o quanto esse pessoal fala que trabalha em condiçoes desumanas, com salarios baixos etc. Vou mandar esse pessoal fazer um estagio no Joao XXIII em Belo Horizonte para verem o que é um urgência...

Abraços,
Rafael

samedi, octobre 02, 2010

Para nutricionistas

Este post é destinado as nutricionistas interessadas em saber detalhes do estagio.

Como postei anteriormente, continuo o estagio no Hospital Sacré-Coeur na area de gestao até 5 de novembro. Lembrem-se que a duracao do estagio varia de pessoa pra pessoa de acordo com orientacao da ordem profissional.

Gostaria de compartilhar com vcs as fases do estagio e a avaliacao do estagio, que achei bem legal.

No estagio eu tenho uma coordenadora e uma supervisora de estagio. A coordenadora é alguem da faculdade que tem o papel de me ajudar no que for preciso, avaliar alguns trabalhos e fazer a ponte entre mim e o hospital. A supervisora é a nutricionista do hospital.

A primeira fase do estagio é introdutoria aonde ha muitos pequenos projetos e muitos relatorios pra entregar. É uma fase muito cansativa, pois alem de mil e uma atividades vc ainda tem que escrever trabalhos de 20 paginas em 1 ou 2 dias com o objetivo de associar com a teoria e a pratica com boas referencias bibliograficas e tudo. Essa fase é avaliada pela faculdade e por isso tem tantos trabalhos... esta explicado. Essa fase ja passou! Ufa!

As outras duas fases é mais pratica, com projetos de duracao mais longa e pequenos relatorios (5 pag. max :-)). Sao fases avaliadas pela nutricionista do hospital. Cada vez mais vc pega projetos que envolvem tomadas de decisao. Claro que tudo muito bem supervisionado pela nutricionista.

Entre cada fase vc tem uma avaliacao com a coordenadora ou supervisora. Eles dao um feedback muito bom da nossa maneira de trabalhar, os pontos positivos e outros a melhorar. É muito bom receber um feedback! Eles ligam suas atividades no estagio com suas caracteristicas (criatividade, lidership, capacidade analitica, etc) e traçam o seu perfil profissional. É incrivel como eles acertam! Coisas bem especificas sao demonstradas em ambos aspectos, positivo e negativo. Isso te leva a uma reflexao muito legal ... uma avaliacao no que vc é bom ou ruim e tb das exigencias do mercado. Assim, vc é mais capaz de identificar o tipo de trabalho que vc se daria bem. Te da uma ideia tb do que vc tem que melhorar caso vc queira trabalhar numa area X. Vc vê como a imigracao te fez desenvolver umas habilidades inimaginaveis tempos atras...


Desafios do estagio :
- Aprender as normas do Qc com relacao aos serviços alimentares da noite pro dia.
- Aprender infinitas palavras novas relacionadas aos utensilios e equipamentos de cozinha industrial. Muita risada na hora de conversar com os cozinheiros!
- Acordar 5h 40 da manha... a cozinha do hospital madruga... é isso ai.

Parte boa:
- Fazer contatos
- Praticar !!!
- Reconhecimento
- Saber que a nutricionista do hospital tb foi pro Benin este ano! Coincidencias...

Acho que estou aproveitando muito mais este estagio dos que aqueles que fiz durante o meu bacharel... o fato de eu ja ser nutricionista me faz ver a importancia de certas coisas que um estagiario jamais veria.. a maturidade tem que servir pra alguma coisa, né? rsrsrsrs

dimanche, septembre 26, 2010

Dinheiro (não) compra felicidade?!?

Queria aqui colocar um post que li no blog do nosso amigo Adilson. O Aldison é um Brasileiro que morava aqui em Montreal até recentemente e que por motivos pessoais decidiu, ele e sua esposa Bia, voltarem para o Brasil para continuar a vida na capital financeira do pais. Ele escreve um blog super legal que conta esta transiçao de Montreal para Sao Paulo. Clique aqui para acessa-lo.
Vai ai o artigo publicado esta semana...



Recentemente vários jornais e revistas daqui noticiaram uma pesquisa realizada por um grupo da Universidade de Princeton sobre o valor (monetário ou financeiro) da felicidade. Pra quem não leu, abaixo segue o link de uma das matérias.

http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,dinheiro-pode-sim-comprar-alguma-felicidade-mostra-estudo,606056,0.htm

Sem querer entrar naquelas piadinhas do "dinheiro não traz felicidade, manda buscar" (ou similares), gostaria de comentar um pouco os resultados da pesquisa. Acho que tem muito a ver com o Canadá e, por que não, com minha situação atual.

Segundo a pesquisa, o "teto" até onde mais dinheiro traz mais satisfação gira em torno de 75mil dólares americanos por ano. Isso não quer dizer que se você ganhar mais do que isso por ano será infeliz, muito pelo contrário. Isso quer dizer que o dinheiro para de fazer uma diferença significativa na sua felicidade a partir dessa quantia.

Com os 75mil dolares americanos, um indivíduo pode suprir, com relativa folga até, as necessidades "básicas" de toda pessoa, como moradia, alimentação, vestimentas, etc... e até um pouco de lazer também. Ainda segundo a pesquisa, ganhar mais do que isso traz alguma satisfação, mas não muita. Até porque, em grande parte dos casos, rendimentos maiores do que isso estão diretamente relacionados ao incremento no trabalho (mais responsabilidades ou uma promoção, por exemplo), ou mesmo mais de um emprego. Em ambos os casos, a pessoa acaba por ter menos tempo e disposição para usufruir dos ganhos.

Isso tem muito a ver com o Canadá, principalmente quando olhamos para a pesada carga tributária. Explico: Conforme o rendimento cresce, a mordida do leão fica proporcionalmente maior, chegando a ser abusiva até. Logo, os ganhos financeiros de um aumento de salário ficam tão diluídos que a tal promoção no emprego fica pouco atrativa!

Imagine um quebecois, Jean-Pierre. Ele trabalha em um escritório e ganha uns 50 mil dólares anuais. Certo dia, o chefe dele chega e diz: Tabarnac, digo, Jean-Pierre, você é um cara trés-cool e vai ser promovido a gerente. Antes de ficar feliz e encher a cara, Jean-Pierre faz as contas: Ganho 50 mil. Como gerente, devo ganhar uns 60. O aumento anual é de 10 mil... Bom, tira daí os impostos, já falamos em cerca de 6 a 7 mil. Divide por 12 meses, e estamos falando de cerca de 500-600 dolares a mais no bolso por mês... Jean-Pierre analisa se o trabalho extra todo dia, stress de ter funcionários malas, responsabilidades, etc etc etc valem esses 500 paus... Muitos "Jean-Pierres" por aí vão achar que não, e recusar uma promoção.

Isso por aqui seria um absurdo! Existe essa "necessidade" de sempre ganhar mais e querer mais. A falta dessa ambição é uma falha grave e mal vista pela empresa. Não existe o apego ao tempo livre com a familia e amigos, tempo para o lazer e para fazer o que quiser (mesmo que seja "fazer nada").

Sei lá, me aborrece essa relação de "dependência" das pessoas com seus trabalhos. Eu, pessoalmente, até gosto do que faço, mas não tanto assim. Por isso fico puto qdo tenho que trabalhar além do que combinei com empregadores. Claro, sempre há momentos de crise... mas crise todo dia ou toda semana não né? E o pior é você sair do escritório no horário certo e ouvir daquele babaca do corredor: "O que aconteceu, está desmotivado?"... putz, uma merda...

No fim das contas, sinto falta dessa maneira de ver a vida. Onde o foco (ou centro) não é o trabalho, mas as horas fora dele. E onde ganhar "só" os 75mil por ano é mais do que suficiente! :)

vendredi, septembre 03, 2010

Estagio pra ordem profissional

Poucos dias apos chegar da Africa comecei um estagio no Hospital Sacré-Coeur de Montreal. Como acabei meu mestrado no verao, eu continuo este outono o processo pra se tornar membro da Ordre professionnel des diététistes du Québec. Sendo membro da ordem eu poderei trabalhar como nutricionista aqui no Quebec. Foi a Université de Montréal que conseguiu o estagio pra mim (existe um setor de estagio la).

Este estagio é na area de gestao da alimentacao do hospital.Esta sendo muito bom o estagio e as pessoas sao muito simpaticas, graças a Deus. A pior coisa do mundo é fazer estagio com gente mal humorada, é ou nao é? Esta sendo uma correria so, pois ao mesmo tempo estou fazendo as duas ultimas materias que a ordem me pediu. Teoricamente eu teria que fazer as materias primeiro e depois o estagio. Entretanto, depois de muita insistencia e oracao até que consegui fazer os dois ao mesmo tempo pra ver se acabo logo com isso.

Estou achando o estagio extremamente organizado. Cada dia eu tenho uma lista de atividades especificas a serem feitas e a minha coordenadora de estagio é super atenciosa. Eles fazem um avaliacao super interessante da performance dos estagiarios. Estou achando muito proveitoso, apesar de nao gostar de gestao e preferir a area clinica.

Tenho que fazer 30 semanas de estagio tempo pleno pra ser membro da ordem profissional. Se tudo der certo, as 30 semanas acabam em abril. O primeiro estagio é na area de gestao alimentar do hospital, o segundo sera em nutricao clinica (com os pacientes do hospital) e o ultimo estagio é em nutricao publica. Este ultimo eu devo fazer em outro lugar.

Apesar de que a faculdade deveria me oferece um estagio, a preferencia é dada informalmente pra as pessoas inscritas no programa de bacharel. Eu, como uma das pessoas procurando a equivalencia de diploma, tenho que fazer um esforço maior pra conseguir o estagio que eu quero. Usei duas estratégias: insistencia, contatos e trabalho voluntario.

Comecei a mandar alguns curriculos como se eu pudesse trabalhar como nutricionista. Claro que eu sabia que nao poderia trabalhar como nutricionista, mas quem sabe isso nao me abriria porta pra um estagio? Consegui uma proposta de estagio depois de 4 curriculos enviados. Achei positivo.

Uma outra boa estratégia que utilisei pra conseguir um estagio foi de fazer um trabalho voluntario duas vezes por semana num centro de tratamento nutricional pra gravidas (DDM) durante algumas semanas das minhas ferias. O trabalho era tao legal que eu perguntei se eu nao poderia fazer um estagio la no outono. Nao é que deu certo? Qdo cheguei da Africa recebi uma mensagem dizendo que eles abririam uma vaga de estagio pra mim este outono. Infelizmente, o hospital ja tinha me aceitado um dia antes de eu viajar pra Africa e eu tb ja tinha respondido positivamente ao hospital, uma vez que nao tinha recebido nenhuma resposta do DDM. Uma pena que nao deu certo o estagio no DDM, mas pode ser que no inverno eu possa fazer o estagio de nutricao publica la. Existe uma chance. Foi uma boa estratégia eu acho.

Resumindo, tenho 4 propostas de estagio, sendo que eu tenho que fazer so 3. Tem que correr atras minha gente... mas no final tudo da certo.

Mal acabei o mestrado e estou continuando um outro projeto rumo a ordem profissional. Mas estar de volta a pratica, mesmo que em estagio, nao tem preço. Depois de 3 anos em meio de livros, périodicos, analises e horas de digitacao... como é boa a pratica!!!!

Deus é bom.

pat

jeudi, août 19, 2010

De volta em Montreal





Chegamos da Africa ontem a noite... nossa cabeça ainda esta meio nas nuvens, pois tudo o que vivemos nestas ultimas 3 semanas virou meio a gente de cabeça pra baixo.

Foi uma experiencia maravilhosa e enriquecedora a viagem pra o Benin e o Burkina Faso.

Fomos com uma equipe de uma igreja francofona daqui de Montreal chamada CCM (Centre Chrétien Métropolitain). Alguns membros desta igreja estao criando uma ONG chamada ANAYI, que significa «ponte» en fon, um dialeto do Benin. A ONG, que nao tem vinculo algum com a igreja, busca criar pontes entre profissionais com o objetivo de colaborar na formacao de pessoas no Benin e Burkina Faso em diversas areas. Além disso, a ONG busca abrir centros de ajuda com bibliotecas, centro de informatica e tambem participar em projetos locais em diversas areas como saude e educacao.

A nossa equipe tinha 1 medico, 1 enfermeira, 1 nutricionista (eu), 1 produtor de video (rafa), 1 senhora em aconselhamento feminino, 1 pastor, 1 pessoa na area de telecomunicacoes. Tem tambem uma equipe organizadora da viagem que é formada por pessoas do Benin.

Os primeiros dias no Benin foram meio um choque, pois nos confrotamos com muita pobreza e situacoes precarias de vida. Sei que no Brasil tem muita pobreza, mas la no Benin a situacao é até dificil de descrever. Pra se ter uma ideia, a taxa de mortalidade infantil no Benin é tres vezes maior que a do Brasil. No Benin apenas 34,7% da populacao é alfabetizada e a esperança de vida é de apenas 59,92 anos. No Burkina Faso a situcao é ainda pior. Ficamos na capital de cada pais, mas as nossas atividades eram na maioria dos casos fora da cidade, nas vilas e povoados da regiao. Visitamos cada povoado que voces nem acreditam... igual cena de filme... vcs verao nas fotos.

Depois vamos postar mais fotos e videos no blog. Na verdade estamos usando o blog como um registro da nossa vida pra nos mesmos... Queridos leitores interessados em imigracao nos desculpem, mas vamos sair do tema um pouco. De uma forma ou de outra, o Canada é cheio de organismos humanitarios e o pessoal participa bem.

É engraçado ver que quando a gente vive num pais bem desenvolvido a gente fica mais sensivel à questoes ligadas a pobreza. Por outro lado, mesmo que os problemas de paises desenvolvidos e pouco desenvolvidos diferem, no contato individual a gente vê que as necessidades e sentimentos do ser humano continuam as mesmas: falta de amor, problemas relacionais, tristeza, etc.

Apesar de um choque de tristeza nas primeiras semanas, conseguimos ver a força e a alegria de viver do africano, o que nos impressionou diversas vezes.

mardi, août 03, 2010

Africa

Ola pessoal

Estamos na Africa participando de um trabalho humanitario de uma ONG canadense. Estamos num pais chamado Benin e depois vamos pro Brukina Faso. Estamos fazendo atendimento medico nutricional e outras atividades.
A internet e dificil mas este post e so pra dar um oi. Em Montreal mandamos as fotos.
Voltamos dia 18 agosto.

Esta tudo otimo

beijos
pat

lundi, juillet 26, 2010

Aventura com Mexicanos

Pois é meus amigos, nesta ultima semana fiz um tour com uma familia de Mexicanos que vieram para o casamento de um dos filhos que esta se casando com uma Canadense.

Recebi eles no hotel em Toronto e fomos passar um dia em Niagara. Ja chegando em Niagara, ja queriam comprar tudo o que viam pela frente. Diferente dos Espanhois que preferem passeios na natureza e poucas compras, os Mexicanos, em sua maioria, so querem saber de comprar. No caminho de volta de Niagara para Toronto, até no Wal Mart e Cosco eles queriam parar... Ja cortei logo o barato deles, porque vir para o Canada para visitar Wal Mart e Cosco é dureza...

Bom, tudo caminhava bem, visitas, hoteis, viagem, tudo como manda o figurino. Na quarta-feira, almoçamos em Ottawa e pegamos a van para irmos para Quebec. Logo saindo um pouco de Gatineau, uma das senhoras precisou fazer uma parada urgente pra ir no banheiro. Achei um Subway na estrada e entramos. A senhora foi ao banheiro e voltou aliviada. Uff... Ao entrar na van, a senhora escorregou e tomou um capote sério. Ela so nao se machucou mais porque eu estava atras dela e a segurei. Neste momento ela começou a chorar. Na hora nao pensamos que poderia ser algo tao serio, mas logo percebemos o sangue que escorria da sua perna. Fui dar uma olhada de mais perto e havia um corte super profundo e grande, que chegava quase ao osso. Eu nao conseguia nem olhar para aquilo direito de tao profundo que estava.

Conversei com o pessoal e decidimos leva-la para o hospital imediatamente, poque como estava tudo tao aberto, poderia infeccionar e causar problemas muito mais graves.

Ai começou nosso pesadelo. Chegamos em um pequeno mas bem equipado hospital na pequena cidade de Buckigham, perto de Gatineau na provincia de Quebec. Fomos bem atendidos, e logo colocaram a senhora com a enfermeira que la estava para fazer os primeiros curativos. Isso era por volta da 3 da tarde. Voltamos para a secretaria do hospital para prencher 1001 papeis e pagar a modica quantia de $623,00 para dar pontos na senhora. Roubo a mao armada.

Ficamos la, na sala do hospital esperando o medico nos chamar para dar os pontos na senhora. 3, 4, 5, 6, 7 horas da noite e nada. Mofamos naquelas cadeiras...Saimos para tomar um café no Tim Hortons, voltamos e la estava a senhora. Todos dormiam um pouco nas cadeiras, da maneira que dava. Eu nao conseguia fechar os olhos, apesar de estar cansado e com sono. Fomos atendidos proximo das 10 da noite e assim como o esperado nao durou mais do 30 minutos a consulta. Ficamos sabendo que em todo o hospital, so tinha 1 medico atendendo...

Saimos do hospital por volta das 11 da noite e ainda tinhamos 4:30h de viagem até a chegamos a cidade de Quebec, aonde ja deveriamos estar a muito tempo.

Logo nas primeiras horas de viagem, me deparei com um pé d'agua como eu nunca tinha visto antes. Uma tempestade tao violenta que mal conseguiamos conversar dentro do carro, devido ao barulho da agua batendo no carro. O sono que eu estava sentindo se dissipou com a agua e fiquei super ligado orando a Deus que me ajudasse a passar por esta tempestado sem maiores problemas. Eu estava a 50km/h em uma Highway, aonde a velociode minima de circulaçao é de 60km/h. Nao via outros carros ao meu redor, so eu e meu GPS. Naquele momento eu entendi o que significava navegar por instrumentos, uma vez que nem as placas ao lado da estrada eu conseguia ver. A tensao era palpavel dentro da carro, niguém falava, a nao ser as senhoras que rezavam para a Nossa-senhora-que-protege-viajantes-mexicanos-em-dias-de-forte-chuvas-no-canada. Esta tensao durou mais de uma hora e meia. Na verdade entramos em uma ponta da tempestade e saimos pelo outra. As 2 da matina, paramos em um McDonalds, o unico lugar aberto na pequena cidade de Berthierville a uma hora de Quebec. Por fim, chegamos a Quebec. No outro dia a manchete do jornal dizia: "Forte chuva destroi casas na regiao de Gatineau."

O resto da viagem fluiu sem maiores problemas. Visitamos Quebec, Montreal e me chamaram para ir no casamento do filho, que infelizmente nao pude comparecer. Porém, quando eu for a Monterrey, ja terei aonde ficar.

Eles ficaram de mandar fotos de toda essa aventura, assim que eu as receber, publico aqui no blog.

Abraços,
Rafael

mardi, juillet 13, 2010

Viajando por ai!

Pois é meus amigos, ja faz um tempao que eu nao publico no blog. Nestas semanas, como ja publicou a Pat, o calor aqui em Montreal deixou qualquer Baiano com inveja. A sensaçao térmica na cidade de Montreal chegou aos 45 graus. Esta semana, as temperaturas voltaram a ficar acima dos 30 graus. Alguns podem achar até um pouco de exagero dormir fora de cara, mas o problema é que as casas aqui estao muito bem preparadas para o frio e pouco preparadas para o calor. Como nao temos ar condicionado, nosso apartamento chegou a fazer 36 graus, isso mesmo, 36 dentro de casa. Por isso resolvemos usar nossa varandinha para passar umas noites com as estrelas.

Mas queria publicar neste post sobre meu novo trabalho, ja que fazem pouco mais de 2 meses que estou trabalhando de guia turistico. Depois de acabar os estudos em turismo, fazer um curso de guia, e alguns cursos de formaçao em Toronto, NY e Washington, chegou a hora de encarar o terreno.

Consegui um trabalho com uma empresa que recebe muitos turistas Espanhois, Mexicanos e Argentinos. Meu primeiro tour foi no começo de Maio com um pessoal muito bacana, a maioria espanhois e um casal super simpatico do Mexico. O itinerario que estou fazendo no momento é o que se chama de Canada classico. Pego o pessoal em Toronto, faço um tour com eles da cidade, vamos a Niagara Falls, fazemos o pesseio de barco, subimos na torre etc. Nos outros dias vamos a Ottawa, Mont Tremblant, Quebec e Montreal.

Depois que dois meses de trabalho, tenho a dizer que estou gostando muito. Sempre tem um pessoal mais complicado que demanda um pouco mais de paciência, mas a maioria do pessoal é super gente boa e a semana passa super rapido. Na parte financeira também esta sendo muito gratificante, o que sempre é bom.

É isso ai, estas ultimas duas semanas passei em casa, trabalhando mais em Montreal mesmo. Nao queria perder a copa, ainda que nosso Brasilzao nao tenha feito tao bonito. Na semana que vem pego um familia de 11 Mexicanos que querem fazer um tour pelo leste Canadense e ir para um casamento depois.

Qualquer dia desses coloco aqui algumas das aventuras que tenho vivido nestas viagens.

Segue ai algumas fotinhas.

Abraços,
Rafael





vendredi, juillet 09, 2010

Onda de calor

A onda de calor que tem todo ano no verao chegou esta semana. O calor esta insurportavel... Nem ventilador tem adiantado. Resolvemos dormir literalmente do lado de fora da casa, mais precisamente na nossa varanda, apos varias noites sem dormir direito. Foi otimo! Finalmente deu pra dormir em paz.



Segue as fotos da praia do Oka. Mais uma praia que visitamos na nossa saga pra fugir do calor. Esta praia fica dentro de um parque lindo e é a melhor que encontramos até agora. Achei a Praia do Oka muito melhor que a de St-Zotique.







dimanche, juillet 04, 2010

Curtindo o fim de semana de sol

Este fim de semana aproveitamos bastante... no sabado fomos de bike até as Ilhas de Boucherville e no domingo fomos a praia de St Zotique. O verao em Montreal é bom d+!

samedi, juin 26, 2010

O festival internacional de jazz de montreal começou ontem e ja estou aproveitando...
Este é o festival que eu mais gosto aqui!

Ja conheci algumas muito boas bandas. Um dos artistas que gostei foi Joe Bagale. Ele faz parte da Jazz Mafia, uma "familia" de musicos de Sao Francisco, California. É o primeiro show deles fora dos Estados Unidos. Gostei muito. Veja uma de suas musicas abaixo:

<a href="http://jazzmafia.bandcamp.com/track/joe-bagale-love-song">Joe Bagale - Love Song by Jazz Mafia</a>

Outros musicos da Jazz Mafia (Brass, Bows and Beats) vao tocar dia 27 às 21h no TD Canada Trust Stage. Espero que sejam tao bons tb... vamos ver.

Outra que ouvi e gostei tb foi Min Rager uma pianista montréalaise de origem coreana:

lundi, juin 07, 2010

Tour de bike a noite












Esta ultima sexta eu participei de um tour de bike a noite organizado pela Vélo Québec com uma amiga da facul. Foi uma das coisas mais legais que eu fiz aqui neste verao!
É um evento que acontece 1 vez por ano. A vélo Québec fecha algumas ruas e faz um percurso de 20 km. No caminho muita gente nas sacadas das casas nos apoiando, fazendo festa e mesmo tocando instrumentos... uma diversao so! Tinha gente de todas as idades (literalmente!). No final tem uma festa no parque com banda ao vivo e lanchinho pra matar a fome.
O organizador do envento estima que 12000 pessoas participaram.

lundi, mai 17, 2010

3 anos de Canada

No ultimo dia 12 fizemos 3 anos de Canada!!! Passamos 3 dias em Ottawa que estava linda e cheia de tulipas. Fizemos um otimo passeio de bike e aproveitamos muito as atraçoes da cidade. Nao teria outro jeito melhor de comemorar!

Confesso que o saldo de 3 anos é muito positivo e que estamos muuuito felizes. Imigrar é uma experiencia muito enriquecedora... nao que seja facil, mas é bom d+. Realizamos muitos planos e sonhos, mudamos de direçao as vezes, inventamos outras metas e continuamos sonhando e experimentando coisas novas sempre.

Ai vai uma musica que nos lembra a época que chegamos aqui em Montreal... O video é antigo, mas a musica é fofa.

lundi, mai 03, 2010

Washington

Barack Obama, pensei que ia vê-lo. Infelizmente ele estava muito ocupado com seus afazeres e não deu o ar da graça no nosso belo fim de semana em Washington. Partimos na quinta-feira e ficamos até domingo. Um pouco rápido para conhecer uma cidade tão cheia de riquezas e que certamente nos surpreendeu.

Para mim, esta viagem foi um formação para eu poder guiar grupos de turistas na capital americana. Como era permitido levar alguém, logo chamei a Pat, que logo fez sua malinha e se juntou ao grupo.

Tenho que admitir que fomos surpreendidos por esta cidade que foi projetada por um arquiteto francês. Além dos grandes museus, do capitólio e da Casa Branca, a cidade possui vários parques e áreas verdes, ciclovias, ruas largas e muitas casas que lembram a historia da colonização Inglesa.

Na ida, paramos em Atlantic city. Para quem gosta de Cassinos, Atlantic city é um prato cheio. A cidade é situada na orla do Oceano Atlântico, o que proporciona todo um charme especial. Passeamos pela orla marítima, e no dia seguinte continuamos nosso caminho rumo a Washington.

Em Washington, ficamos em um hotel em um bairro perto do centro e conseqüentemente perto do Capitol Hill, a area mais visitada da cidade. Fazia um calor sufocante de 30 graus, porém, para alguém que nao sente o calor na pele faz um bom tempo, aproveitamos cada minuto.

Visitamos também Geogertown, um cidadezinha dentro de Washington, fundada antes de Washington. La pudemos contemplar a maravilhosa arquitetura local. Casinhas estilo inglês e restaurantes na beira do rio Potomac que fazem a felicidade que qualquer viajante.

Os museus de Washington sao um show a parte. Todos de graça e cada um mais impressionante que o outro. Infelizmente so tivemos tempo de visitar 2, o Air and Space e o Natural History museum, os dois de tirar o fôlego.

Sempre que vamos nos EUA, me impressiono pelo gigantismo do povo americano, mesmo tendo morado la por 5 anos. A gente vê pessoas tao obesas que é até dificil de acreditar. Crianças, adolescentes, adultos e velhos sao todos reféns desta epidemia que assola o pais. Porém, desta vez fomos surpreendidos por uma grande quantidade de estabelecimentos que vendiam comida saudável, inclusive redes de restaurantes de saladas como a choptsalad. Salada de todo tipo, que vc monta na hora e que são deliciosas. O mais legal é que estes lugares estavam cheios e víamos que este tipo de alimentação esta sendo cada dia mais aceita pela sociedade americana. Fomos também em um grande supermercado dedicado a produtos naturais e orgânicos, muito legal. Que continuem neste bom caminho.

Esta viagem terminou, mas para mim, nesta segunda-feira já parto para um outro tour no leste no Canadá com um grupo Espano.

Abraço a todos,

Rafael


Link

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...